Procurar
Close this search box.

Novo Seguro de Assistência a Veículos Pesados

Seguro Assistencia Veiculos Pesados

Principais Vantagens:

Capitais de:
Reboque ou Remoção até à Oficina mais próxima,
Transporte e/ou Repatriamento do Veículo
Assistência às Pessoas por Acidente/Doença no Estrangeiro

Reforçando a sua oferta especializada e diferenciadora para o segmento dos Transportes, a Diagonal amplia agora o seu portfolio de seguros com um novo produto de Assistência a Veículos Pesados.

Este seguro exclusivo oferece uma ampla gama de coberturas, tanto para o veículo como para as pessoas envolvidas. Destacamos o capital de reboque ou remoção até à oficina mais próxima, e o transporte e/ou repatriamento do veículo.

Nas coberturas de Assistência ao Veículo, o seguro abrange desde reparações de emergência no local e reboque até a oficina mais próxima, ao transporte e/ou repatriamento do veículo em caso de reparação demorada, envio de peças de substituição e despesas de remoção.

Além disso, proporciona alojamento para os ocupantes do veículo, tanto em território nacional como no estrangeiro, bem como transporte dos ocupantes, envio de motorista profissional e cobertura para despesas de recuperação do veículo. As coberturas para as pessoas envolvidas incluem despesas médicas, cirúrgicas, farmacêuticas e de hospitalização no estrangeiro, por Doença ou Acidente, com serviços como consulta médica online, aconselhamento médico telefónico, transporte, estadia em hotel e repatriamento ou transporte sanitário de feridos e doentes.

Para situações legais, o seguro oferece defesa da pessoa segurada em processos penais, reclamação jurídica e adiantamento de cauções penais no estrangeiro, incluindo custas processuais e liberdade provisória.

Para os Transportadores – temos o seguro.


Contacte-nos

Partilhar:

Mais artigos

Seguro Diretores e administradores

Lidar com reclamações contra Diretores e Administradores

O número de reclamações contra Diretores e Administradores na Europa cresceu 40% entre 2015 e 2022, indica um estudo da PwC. As principais razões para as reclamações são: violações de leis e regulamentações (30%); falhas de governança corporativa (25%); erros e omissões na gestão (20%); questões de sustentabilidade (15%); e disputas em fusões e aquisições (10%).

Tem sugestões para nós?